Pular para o conteúdo principal

CARNÊS DO IPTU 2021 ESTÃO DISPONÍVEIS NO SITE DA PREFEITURA

 Pagamento pode ser feito em até 10 parcelas ou com 10% de desconto à vista; falta um mês para o primeiro vencimento, no dia 15 de março

Falta um mês para o vencimento da primeira parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Foz do Iguaçu. Os contribuintes que optarem pelo pagamento à vista do tributo terão 10% de desconto, e o parcelamento este ano poderá ser feito em até 10 vezes. Os carnês estão disponíveis no site da Prefeitura de Foz.

Para acessar o documento, basta clicar no banner IPTU 2021, disponível no site da Prefeitura, acessar a aba “Carnê IPTU” e em seguida digitar o número da inscrição imobiliária. O boleto também pode ser gerado através do aplicativo 156 Foz.

O contribuinte que tiver alguma dúvida pode entrar em contato com a Secretaria da Fazenda pelos números de Whatsaap (45) 99997-4321, (45) 99997-4740 e (45) 98402-3239.


Também foram montados cinco postos de auto-atendimento para orientação ou emissão do carnê: no Complexo Bordin (Avenida JK, 3287); Guarda Municipal (Rua Edgard Schimmelpfeng, 43); Fozhabita (Avenida JK, 337); Protocolo Geral (R. Benjamin Constant, 244) e Central do Empreendedor, na Acifi (R. Padre Montoya, 490).

A emissão dos boletos este ano será somente de forma virtual, gerando uma economia de R$ 400 mil aos cofres públicos. De acordo com a Secretaria da Fazenda, mais de 128 mil carnês foram lançados, o que deve gerar uma arrecadação de R$ 77 milhões. Esses recursos são destinados para melhorias na cidade, como a construção e reforma de unidades educacionais e de saúde; pavimentação asfáltica; obras de drenagem; e demais projetos prioritários para o município.

Desconto progressivo
O morador que pagar o IPTU à vista também tem direito a uma bonificação no próximo ano. “O pagamento em cota única gera uma bonificação de 2,5% para o tributo do ano seguinte. Ou seja, com o desconto de 10% mais essa bonificação, que pode chegar a 15%, o munícipe pode obter um desconto de até 25%”, explica a secretária municipal de Fazenda, Salete Horst.

Neste exercício fiscal, o IPTU terá uma correção monetária de 5,20%. O reajuste segue imposição legal do Código Tributário Municipal, prevista no Artigo 654 da Lei Complementar nº 82/2003. A secretária da Fazenda esclarece que o IPTU, assim como as demais taxas e tributos municipais, são corrigidos conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Até o exercício de 2019, segundo ela, a correção da Unidade Fiscal de Foz do Iguaçu seguia o Índice Geral dos Preços da Fundação Getúlio Vargas (IPG-FGV), mas o prefeito Chico Brasileiro alterou a lei para que esse reajuste fosse feito conforme o INPC. Caso ainda seguisse o IPG-FGV, o reajuste das taxas municipais seria superior a 20% em 2021.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Foz do Iguaçu para Investidores

CONHEÇA O TRAÇADO INICIAL DA ROTA DA SEGUNDA PONTE E DA PERIMETRAL LESTE DE FOZ Ponte ganhará iluminação noturna, com as cores do Brasil e Paraguai

CONHEÇA O TRAÇADO INICIAL DA ROTA DA SEGUNDA PONTE E DA PERIMETRAL LESTE DE FOZ Ponte ganhará iluminação noturna, com as cores do Brasil e Paraguai                                                                                          Por:  Clickfoz    Publicado em:  14/08/2019 O  Clickfoz  teve acesso no fim da tarde desta quarta-feira, 14, ao traçado inicial da Ponte da Integração, com imagens do projeto da construção da segunda ponte e da rota da Perimetral Leste. O arquivo é do  Departamento Nacional de Infra-Estrutura do Transporte , DNIT. As vias, que servirão de rota dos caminhões para a entrada e saída de produtos nos países da fronteira, ganharão varias melhorias, além de uma nova rota exclusiva. Esta passará por fora da área urbana de  Foz do Iguaçu , tendo trechos na Av Mário Filho, BR-469, Av Felipe Wandscheer e Av. República Argentina, saindo nas proximidades dos presídios, que ficam na entrada da cidade. De acordo com o projeto, será construído também uma n
Caixa reduz juros da casa própria e aumenta limite para financiar imóvel usado Taxa mínima caiu para 8,75% para imóveis do SFH e para 9,50% no SFI; limite para financiar imóveis usados subiu de 70% para 80% a partir desta sexta-feira (24). A Caixa Econômica Federal (CET)  anunciou a redução nas taxas de juros do crédito imobiliário com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), e aumentou o percentual do valor para financiar imóveis usados. As mudanças começam a valer nesta sexta-feira (24). ·                     As taxas mínimas passaram de 9% ao ano para 8,75% no caso de imóveis financiados dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Já os juros para imóveis do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) passaram de 10% ao ano para 9,50% ao ano. O limite de cota de financiamento de imóveis usados sobe de 70% para 80%. Com isso, é possível dar uma entrada menor na aquisição deste tipo de bem. (Foto: Infografia: Karina Almeida/G1) Ex